Amparo-PB, terça-feira, 27 de junho de 2017 . | | | | | Facebook twitter webmail instagran youtube

Grupo Reviver da Melhor Idade Tem Acompanhamento Físico

domingo, 26 de março de 2017

A prática regular de exercícios físicos na terceira idade só nos traz benefícios e ajuda amenizar estas mudanças que aparecem com o envelhecimento, melhorando a capacidade aeróbica, reduzindo os riscos da osteoporose, e as dores oriundas de inflamações nos tendões, músculos e articulações. Neste sentido, a orientadora física Vilma Enéas vem desenvolvendo um trabalho com o objetivo de prolongar a capacidade funcional dos seus alunos.

A atividade física na terceira idade previne e combate doenças como:

  • Diabetes: é uma patologia que tende a afetar as pessoas com o passar do tempo. Principalmente a diabete do tipo 2, que é aquela onde o pâncreas produz quantidade insuficiente de insulina. A atividade física estimula a produção e secreção de insulina pelo pâncreas, diminuindo a necessidade de administração exógena. Deve haver um perfeito equilíbrio entre dieta, exercício e insulina.
  • Varizes: doença de grande influência genética que atinge tanto jovens quanto idosos. Porém com o passar dos anos, esta passa a incomodar mais. A prática de exercícios (principalmente com pesos) produz dilatação das veias periféricas normais, beneficiando a circulação sanguínea, diminuindo a sensação dolorosa e de peso nas pernas.

A atividade física interage para uma melhor função do organismo idoso, levantando-se as seguintes considerações: o tempo altera o desempenho físico, mas a prática regular de atividades físicas restringe tal alteração e, mesmo que não assegure o prolongamento do tempo de vida, garante o aumento do tempo da juventude, oferecendo proteção à saúde nas fases subsequentes da vida, contribuindo para a recuperação de determinadas funções orgânicas, levando consequentemente a uma organização fisiológica, sendo um dos melhores remédios para combater as doenças hipocinéticas, geradas pela inatividade da vida moderna.